Ripple ultrapassa Ethereum e se torna a segunda maior criptomoeda do mercado

Na história da economia dificilmente nós veremos algo parecido com o crescimento estrondoso das moedas digitais. Quando foi lançado, o bitcoin custava poucos centavos de dólar e em pouquíssimo tempo alcançou os milhares, porém, a maior criptomoeda existente não é a unica a sofrer aumentos exorbitantes como esse.

Nos últimos dias o mercado de altcoins tem sofrido diversas reviravoltas, principalmente por causa da flutuação do preço do bitcoin. Nesta semana a Ethereum deixou de ser a maior criptomoeda disponível e foi ultrapassada com folga pela Ripple.

Ripple cresce 140% e se torna segunda maior criptomoeda

A Ripple já é muito conhecida entre os principais investidores da criptoeconomia, sendo usada oficialmente por bancos e empresas que realizam transferências internacionais. Seu projeto começou pelo menos 4 anos antes do nascimento do bitcoin.

Ao longo dos anos ela foi ganhando estabilidade e atualmente suas ações estão capitalizadas em um total de 26 milhões de dólares. Enquanto a Ether, altcoin da Ethereum, estabeleceu sua capitalização em pouco mais de 23 milhões.

Criada no Canadá por Ryan Fugger, a Ripple foi inicialmente desenvolvida sob a ideia de uma conexão de confiança entre pessoas que não se conhecem. O exemplo citado por Fugger é bem simples de compreender:

“Se Jorge confia em Mateus, Mateus confia em Lucas e Lucas confia em Ana, então Jorge pode transferir dinheiro para Ana, mesmo não a conhecendo. Basta que Jorge passe o dinheiro para Mateus e este passe para Lucas que no final passa para Ana.”

Esse tipo de caminho seguido pelo dinheiro transferido gera uma espécie de onda econômica, que mais tarde migrou para a tecnologia blockchain que conhecemos hoje, fazendo da Ripple a segunda maior criptomoeda no mercado. Pelo menos por enquanto.

Aos poucos a Ripple abandonou essa rede doméstica entre pares e se tornou uma das principais formas de transações online, fazendo transferências pelo mundo inteiro em tempo recorde.

Hoje possui parcerias com diversas instituições bancárias, como o Banco da Inglaterra, o Banco Real da Escócia, o Santander e muitos outros.

De acordo com especialistas, essas parcerias definitivamente ajudaram a Ripple a superar suas rivais no campo das altcoins, mas como criptomoeda, vencer o bitcoin está muito longe de se tornar realidade.

Fonte:
Infobae

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Igor Seco Autor

Comentários