Nova pesquisa indica que Bitcoin está ficando à cada dia mais descentralizado

Em 2008, quando o bitcoin começou sua jornada para se tornar uma moeda de valor sem influência governamental, uma das suas características que mais chamou atenção foi a sua descentralização. Aos poucos os investidores perceberam que isso não era uma realidade tão presente, mas uma pesquisa indicou que o cenário está para mudar.

Em meio à notícias de que cerca de 85% das criptomoedas são controladas pelos investidores e de que 55% dos bitcoins estão armazenadas em 1% das carteiras de blockchain, muito se debateu sobre o real alcance do bitcoin em um universo que não é completamente compreendido.

Graças à cada vez mais pesquisas como essas aparecendo, a reputação das criptomoedas esteve perdendo sua credibilidade, afinal, quando será a próxima vez que grupos se movimentarão para aumentar ou diminuir o valor de uma determinada moeda digital?

Porém, algo que já era esperado finalmente está acontecendo, pelo menos à favor do Bitcoin, que é o princípio da sua real descentralização.

De acordo com a empresa canadense chamada Canaccord Genuity Group, as principais criptomoedas estão se tornando mais descentralizadas por vários motivos. Além da sua difusão no mercado, criando uma cadeia de transações que se espalham entre diversos consumidores, um dos fatores importantes é o trabalho de fabricantes de chips de mineração que estão elevando a concorrência.

Segundo a pesquisa levantada, em meados de 2014, o ecossistema de mineração GHash.IO controlava cerca de 50% do total do hash de bitcoin, fazendo dela a criptomoeda com um potencial maior de vulnerabilidade à um ataque hacker de 51%.

No entanto, cerca de apenas 5 anos depois, com um levantamento feito no início de fevereiro de 2019, nenhum grupo de mineração, por maior que possa ser, controla mais de 20% do hashate do bitcoin.

Você pode conferir a descentralização do bitcoin nos gráficos abaixo

Com o relatório apresentado, os investidores da principal criptomoeda do mundo, podem ter algumas ideias do que deve acontecer com o cenário criptoeconômico nos próximos meses.

Por enquanto, o mais provável é que isto leve o bitcoin por caminhos de maior estabilidade na bolsa crypto, o que quer dizer que não é certo se veremos aumentos repentinos como o que foi visto no fim de 2017.

Fonte:
Coindesk

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Igor Seco Autor

Comentários