Ministro do Zimbábue diz que criptomoedas podem salvar o país da crise

Pelo mundo todo países emergentes vem sofrendo com turbulentas crises econômicas que acabam gerando uma série de problemas internos. Para a maioria deles, novas políticas de trabalho e investimentos tentam ser a solução. Para o Ministro de Finanças do Zimbábue, as criptomoedas podem salvar o país da crise.

Criptomoedas podem salvar economia do Zimbábue

O continente africano é um dos que mais sofre com crises economicas atualmente, completamente explorado pelos europeus durante boa parte da história, hoje sobram apenas migalhas para aqueles que vivem nessas terras.

Em meio a conflitos territoriais e diversos problemas que dificultam as coisas para quem deseja uma convivência em sociedade, os países encontram todo o tipo de problemas para se erguer e encontrar alguma estabilidade econômica a ponto de gerar empregos e melhorar a qualidade de vida de seus cidadãos.

Para o Ministro do Zimbábue, Mthuli Ncube, que está há pouco mais de 15 dias no cargo, a solução mais viável para resolver diversos itens prioritários para o país é a implantação de criptomoedas no sistema governamental, tal como a suíça vem fazendo.

Sua postura afirmando que criptomoedas podem salvar a economia, vai diretamente contra tudo o que o banco central do país tem a dizer sobre a tecnologia. Mas, mesmo cultivando uma série de inimigos com suas declarações, Ncube é pontual em seus exemplos.

“Hoje é possivel se pagar por viagens usando bitcoin na Suíça. Então, se outros países podem ver valor nisso e estão caminhando para isso, nós também devemos prestar atenção”, disse Ncube.

“Nós também temos jovens inovadores, então a ideia não deveria ser proibicionista à fim de fazer com que eles parem de realizar essa atividade, o contrário, os reguladores devem investir em alcançá-los para encontrar maneiras de entendê-los, então você os regula porque agora você os entende.”

A crise gerada no Zimbábue pela falta de dinheiro em circulação tem se agravado cada vez mais com sanções bancárias realizando um limite de saque por pessoa. Além disso, quem tem dinheiro está guardando em casa, ao invés de confiar nas instituições.

Fonte:
Cointelegraph

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.
Igor Seco

Igor Seco Autor

Comentários