Mineradores de bitcoin estão fugindo da China e indo para o Irã

Em uma política cada vez mais dura contra o bitcoin e os mineradores de outras criptomoedas, a China tem passado por uma fase de “debandada” de quem exerce essa atividade.

O destino dessas pessoas é nada menos que o Irã.

De acordo com o diretor da Irã Blockchain Association, Mohammed Sharqi, já existem negociações avançadas entre as partes interessadas para tornar o Irã, um país centro desta atividade.

Chineses negociam atividades de minerador de bitcoin no Irã

Em um comunicado recente feito à PressTV, Sharqi afirmou o seguinte:

“Nos últimos tempos temos sido procurados por chineses através de canais oficiais. Eles buscam lugares seguros para realizar a mineração de criptomoedas”.

Apesar disso, o país do oriente médio também tem um relacionamento bastante complicado com as criptomoedas.

Embora a mineração de bitcoin seja reconhecida no Irã como uma indústria, instituições do governo já afirmaram publicamente que o comércio de bitcoins não é uma prática legal no país.

Seu banco central também emitiu um relatório sobre o assunto, proibindo prestadores de serviços de criptografias, logo após relatórios revelarem que o banco considerava lançar seu próprio ativo digital.

Nos últimos meses o cenário se tornou instável, após o governo do Irã afirmar que os Estados Unidos estariam agindo para impedir os mineradores de continuarem trabalhando livremente no país sob o pretexto de que o Irã queria escapar das sanções impostas.

A atividade de mineração gerou um aumento de 7% no consumo de eletricidade no Irã, que se viu mais prejudicado pelas sanções, o que desencadeou uma repressão do governo no setor de mineração no último mês.

O caos instaurado não assusta os chineses, que ainda vêem na região uma excelente oportunidade de gastar ainda menos. Enquanto nos Estados Unidos a média do consumo de 1kWh custa, US $ 0,14, na China ele chega à US $ 0,08. Já os iranianos pagam apenas US $ 0,03.

Fonte:
CCN

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Leia Também