Mineradores de Bitcoin consomem 10% da energia da Giorgia e cidades sofrem com blackout

A Geórgia, que é agora a terceira maior nação do mundo a minerar criptomoedas depois da China e da Venezuela, está enfrentando uma queda de energia devido ao grande número de fazendas de mineração de criptografia.

Empresas de mineração representam 10% do consumo de eletricidade do país inteiro.

Segundo a Agência Internacional de Energia, mais de 80% da energia do país é hidrelétrica. Além disso, os relatórios afirmam que o país está apenas explorando 25% de suas fontes potenciais de energia renovável.

“A eletricidade livre de algumas das regiões atraiu muitas empresas e a área se transformou em uma economia de mineração de Bitcoin, supostamente patrocinada por autoridades de alto escalão”, de acordo com os locais citados pelo diário Kommersant.

Apesar disso, a próspera indústria de mineração que se desenvolveu na Geórgia ainda se mostra bastante proveitosa para a economia do país.

As empresas dedicadas ao setor de mineração afirmam que são atualmente, as responsáveis pelos maiores investimentos em instalações de centros de energias renováveis.

Leia mais em: The Daily Chain

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Leia Também