JD.com lança plataforma Blockchain – mas não para Bitcoin

No mês passado, a JD.com – segundo maior comerciante eletrônico da China – lançou seu próprio Blockchain. E nada de focar em Bitcoin. A plataforma tem objetivo de ajudar as empresas a desenvolver seus próprios aplicativos baseados na tecnologia.

A China Pacific Insurance se tornou a primeira parceira da nova plataforma. Essa, que é uma das maiores seguradoras de capital aberto do país, usará a infraestrutura para implantar um sistema rastreável para faturas eletrônicas. Para isso, aplicarão IDs de Blockchain exclusivos em cada documento.

A JD afirma que o aplicativo ajudará na melhora da eficiência, melhorando o processo de contabilidade.

Com essa plataforma nova, a JD.com pode gerar um novo fluxo de receitas baseadas na nuvem. Isso permitiria que as empresas criassem seus próprios aplicativos. Além do aumento da viscosidade do ecossistema de comércio eletrônico da empresa, à medida que os clientes se tornassem mais dependentes das ofertas.

Esse crescimento pode diversificar as receitas fora do principal negócio de mercado online.

Leia também: A Microsoft já está usando blockchain para conectar seus principais serviços

Esforços do Blockchain da JD.com

Essa não é a primeira iniciativa de Blockchain que a empresa tem. Em 2017, a empresa lançou uma plataforma de rastreamento com o Blockchain. O projeto ajuda os clientes a rastrear as origens dos produtos alimentícios.

A JD.com implementou subsequentemente o rastreamento de Blockchain para mais de 400 marcas e 11 mil  unidade de manutenção de estoque (SKU), em seu próprio mercado.

Em março deste ano, um produtor australiano de carne bovina usou o Blockchain da empresa para a monitoração de suas importações. Em junho, a JD Finance anunciou que iria emitir títulos lastreados em ativos dentro de uma rede Blockchain através de parcerias. Uma com o Xingye Bank e outra com a Huatai Securities.

A lógica para isso vem desde ano passado. Em 2017, Frank Yiannas, chefe de segurança dos alimentos do Walmart, demonstrou que as condições e origem de qualquer produto na rede varejista poderiam ser rastreadas em segundos via Blockchain.

Devido a isso, é notável a inteligência da JD.com usar o rastreamento de Blockchain nos alimentos vendidos. A China vem sofrendo com questões de segurança alimentar e implementação de alimentos. Mas, o Blockchain oferece aos clientes mais segurança.

Além do fato das faturas corporativas serem rigidamente controladas na China. Lá há emissões para todas as transações financeiras para desestimular a fraude fiscal. Manter esse controle de todas as faturas pode ser um processo demorado e propenso a erros.

Portanto, a digitalização das faturas em Blockchain pode economizar tempo e dinheiro para empresas.

Mas… um pouco tarde demais

Apesar de parecer revolucionária, muitas outras empresas já entraram no mercado de Blockchain como um serviço. IBM, Microsoft e Amazon já oferecem soluções da tecnologia como serviço de extensões dos negócios na nuvem.

Na China, o Baidu lançou uma plataforma no mesmo segmento em janeiro. O Alibaba é outro que utiliza o Blockchain para rastrear as comprar. Como afiliado, a fintech Ant Financial usa a tecnologia para permitir que usuários do Alipay rastreiem doações de caridade.

Mas, é possível batalhar contra esses rivais. Até porque ainda não há uma grande plataforma de infraestrutura de nuvem. Eventualmente, a JD.com pode expandir o serviço, algo que poderia ser um esforço cara para uma empresa que luta contra despesas.

No último trimestre, as despesas com tecnologia e conteúdo da JD subiram 80%. O que contribuiu fortemente para sua perda líquida.

Contudo, os investimentos da empresa na tecnologia podem melhorar os padrões de controle de qualidade em seu mercado. Isso ajudaria no aumento da fidelidade do cliente. No entanto, a plataforma não se tornará uma fonte de receita, já que seus concorrentes podem agrupar as soluções de Blockchain com outros serviços.

Leia também: Quais são os maiores obstáculos para a introdução de Blockchain em empresas

FONTE

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Comentários