Israelenses patenteiam plataforma de rastreamento de maconha em blockchain

De acordo com informação publicada no dia 3 de Setembro, uma empresa israelense especializada em sistemas blockchain de cadeia de suprimentos, registrou o pedido de patente nos Estados Unidos.

A Security Matters, que está registrada na bolsa de valores da Austrália (ASX), afirmou que a patente cobre o uso da sua solução química de identificação das plantas, assim como suas sementes.

Security Matters explica como funciona sua tecnologia blockchain para o rastreamento de cannabis

No documento é apresentando o seguinte esclarecimento:

“A tecnologia que monitora as informações emite um “código de barras” baseado em produtos químicos ocultos para “marcar” permanentemente qualquer objeto – sólido, líquido ou gasoso”.
(…)
“A solução de marcação pode ser aplicada à semente ou planta através de um método de revestimento, irrigação e fertilização, e é usada para autenticação do produto, supervisão e gerenciamento da cadeia de suprimentos dos subprodutos da planta”
.

Haggai Alon, co-fundador da empresa afirmou o seguinte:

“Nossa tecnologia tem a capacidade de fazer isso através de uma plataforma blockchain e pode garantir que todas as necessidades sejam atendidas sem a necessidade de modificação genética complexa ou impacto negativo nas sementes ou plantas”.

Fonte:
ZDnet

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Leia Também