IBM faz parceria para desenvolver blockchain de combate à seca na California

Problemas com a falta dágua assolam o mundo inteiro todos os anos, do nordeste do Brasil aos grandes desertos da áfrica. Porém países de primeiro mundo também sofrem com a seca e lugares como a California também são bastante afetados.

Por este motivo a IBM iniciou um projeto colaborativo para desenvolver uma blockchain de combate à seca, utilizando como aliada a tecnologia de IoT (internet das coisas). O comunicado foi realizado no último dia 8 de Fevereiro.

Parceria visa desenvolver blockchain de combate à seca

A parceria que uniu a fornecedora de tecnologia de sensores e pesquisa da IBM, a SweetSense, a organização sem fins lucrativos The Freshwater Trust e a Universidade do Colorado em Boulder visa desenvolver blockchain e IoT para monitorar e realizar um gerenciamento mais voltado para a sustentabilidade do uso das águas subterrâneas na California, que de acordo com um relatório recente é “um dos lençóis freáticos sob maior risco de esgotamento da América do Norte”, que fica localizado no Delta do Rio Sacramento-San Joaquin.

Com uma área de aproximadamente 1.700 km quadrados, o local é considerado como parte de grande importância para o “sistema estadual de águas da Califórnia” e será o campo de testes para o novo piloto de sustentabilidade.

Compartilhando mais detalhes deste projeto, os participantes instalarão uma rede de sensores IoT para transmitir dados de extração de água para satélites que estarão orbitando a terra. O cruzamento de informações que forem levantadas deverão servir para encontrar uma relação entre a chuva, o clima e o consumo das águas na região.

Assim que os dados forem coletados, estarão então disponíveis na plataforma blockchain da IBM hospedada na nuvem e oferecendo compatibilidade com os contratos inteligentes, de modo que as pesquisas possam ser utilizadas por outras empresas interessadas no estudo.

Além deste projeto desenvolvido nos Estados Unidos, atualmente a SweetSense comanda trabalhos semelhantes em cima de grandes aquíferos localizados no Quênia e na Etiópia, que cobrem uma população de aproximadamente 1 milhão de pessoas e tem planos para ampliar seu alcance para cerca de 5 milhões até o fim de 2019.

Fonte:
Cointelegraph

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Leia Também