Exchange fecha e bane conta de cliente!

Um acontecimento deixou os investidores de criptomoedas e representantes de grandes exchanges mundiais em alerta!

A corretora Coinbase fechou a conta oficial da rede social Gab e a baniu do seu sistema. Entretanto, o fato ficou preocupante por, aparentemente, não haver motivo para tal feito.

Andrew Torba, o CEO e cofundador da empresa prejudicada, comunicou através na internet o banimento da conta. Ele também revelou que isso não deveria acontecer a uma plataforma onde a liberdade de expressão e individualidade são prioridades.

Em nota, o empresário disse que não apoia atitudes semelhantes a da Coinbase. Completou afirmando que diversas carteiras virtuais e corretoras centralizadas tomam atitudes ‘contraditórias’ ao quê as criptomoedas simbolizam.

Qual foi a resposta da Coinbase sobre isto?

Anexada a sua publicação, o cofundador da Gab apresentou uma imagem contendo a mensagem da Coinbase destinada a ele.

Ao visualizá-la, é possível apurar que a corretora de San Francisco (EUA) decidiu fechar a conta e ordenou que a Gab retirasse seus fundos, sem explicitar o porquê. Logo, o caso fica ainda aguardando uma resposta mais concreta da empresa.

Alguns investidores e usuários no Twitter indicaram a Andrew Torba que optasse por usar outras soluções para controlar as chaves privadas de sua digital wallet. Logo, as criptomoedas que fossem geridas poderiam ser melhor monitoradas por ele.

Embora algumas pessoas apontem que a Coinbase agiu errado, outras já veem que a corretora estava dentro do que poderia fazer, pois se trata de uma empresa privada. Portanto, seus valores são voltados à mecânica e funcionamento interno.

A Coinbase é autoavaliada em mais de 8 bilhões de dólares e é uma das mais famosas exchanges do mercado.

Mas do que se trata a Gab?

Gab foi fundada em 2016 e é uma rede social, com a proposta de responder às polêmicas “censuras de fotos e artigos” em outras redes. Assim, é uma rival do Twitter e Facebook, por exemplo. A empresa era gerida por doações de usuários em Ethereum, Bitcoin, por PayPal.

Era presumível que a conta da empresa na Coinbase administrava os donativos recebidos pela rede social. Contudo, o dado ainda não foi provado e diversos clientes da corretora se mostraram apreensivos com as ações desta.

FONTES:
Fonte 1
Fonte 2
Fonte 3

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.
Gabriel Claudino

Gabriel Claudino Autor

Gabriel Claudino tem 23 anos, é ator e cursa Letras na USP (Universidade de São Paulo). Atua como criador de conteúdo no Portal do Blockchain.

Comentários