Entenda as expressões complexas da Blockchain

Agora que você já aprendeu os termos básicos do mercado da Blockchain, é hora de avançar de nível. O Portal do Blockchain separou algumas expressões complexas e mais técnicas para você aprender e já entrar nesse universo financeiro com os pés na porta.

Node

Você pode ser considerado um node. Já que essa é a definição dada a um participante na rede descentralizada. Eles transmitem novas transações ao compartilharem uma cópia da Blockchain.

Ataque de 51%

Termo dado a um pequeno grupo de indivíduos ou uma empresa que passa a controlar mais da metade do poder de uma rede de criptomoeda. Isso acontece quando os protocolos de Blockchain são vulneráveis. Portanto, mineradores conseguem controlar 51% dos nós e manipular regras, assumindo todo o poder.

Caso o grupo não tenha a melhor das intenções, eles podem realizar mudanças no código e prejudicar transações.

dApps

Também chamado de aplicação descentralizada, é o nome dado à uma aplicação de código aberto. Com seus dados guardados dentro de uma Blockchain, ela pode ser modificada por usuários que estão dentro de um consenso. Essa aplicação é para, justamente, não concentrar a autoridade do código a um grupo, ou governo e grandes corporações.

Neste caso, a bitcoin pode ser considerada um dApp, já que para participar de uma transação, ela não precisa de um intermediário.

Fork

É quando ocorre uma divisão no código da Blockchain. Isso pode ocorrer devido a pequenas atualizações ou até mudanças completas no sistema.

Existem dois tipos de fork’s (bifurcações). A hard fork (bifurcação complexa) seria uma mudança significativa, ou seja, mais radical, chegando no nível de se tornar permanente. Por isso, elas são bem mais difíceis de realizar, até porque é preciso um consenso para conseguir gerenciar as redes descentralizadas.

Por outro lado, temos a soft fork (bifurcação simples). Ela funciona mais temporariamente, e são atualizações e mudanças que não comprometem a rede em si.

Hash

Nome dado ao algoritmo que muda a entrada de informação de tamanho variável em uma saída de tamanho único. Ele é mais usado pelos mineradores na hora de verificar a Blockchain. E, fazendo parte do processo de mineração, realizar o hashing exige um poder computacional mais sofisticado. Quanto melhor sua plataforma, mas forte será o seu hash.

ASIC

Sigla para Circuito Integrado de Aplicação Específica. Eles são chips produzidos para uma tarefa apenas, que nesse caso está ligado a processar problemas de hashing SHA-256 (função inovadora) e assim, minerar novas bitcoins.

Pool

Para os mineradores, é o termo que define um jeito de reunirem esse poder computacional. Ao reunirem juntos, eles também esclarecem a divisão de recompensas.

Gas

Especificamente para rede Ethereum, é a expressão que se refere ao custo para finalizar as transações. Gas nada mais é que uma taxa que deve ser paga para continuar deixando o sistema sustentável, ainda mais quando ele mudar sua forma de adquirir consenso das provas, que serão explicadas em seguida.

Proof of work

Chamada de prova de trabalho, é o sistema que serve para verificar uma transação. E para funcionar, requer, claramente, muito poder computacional, porque assim, haverá muito trabalho a se fazer. Com esse poder, acaba sendo uma ferramenta muito útil, já que, além de permitir uma verificação de forma mais fácil, também previne vírus.

Proof of stake

Nome para prova de participação, é também usada na Blockchain. Mas sua função está em encontrar o consenso dentro dos blocos. A vantagem sobre a prova de trabalho é que não exige tanto poder computacional, já que as provas de participação são verificadas por usuários.

Na teoria, os mineradores que trabalham nesse modelo, mantém a integridade do sistema para o valor da moeda fixar.

Baleia

Fazendo um paralelo com o animal marinho, é o termo para a pessoa ou entidade que está em uma posição importante. Nesse caso, que tenha uma grande quantidade de criptomoedas. Essas pessoas (ou entidades) podem influenciar no preço, já que são elas que acabam tendo o poder significativo.

Mas, caso as moedas estiverem bem estabelecidas, as baleias acabam influenciando menos.

Hodl

Uma das principais expressões complexas, é um termo bem específico. Nada mais é do que um trocadilho da palavra inglesa hold, que significa segurar ou manter. O termo, no caso, significa você se segurar durante uma queda de mercado ou quando a moeda está em baixa, e assim, resistir de comprar.

Mão de alface

Totalmente contrário ao hodl, o mão de alface é o que não aguenta pressão. Com o mesmo sentido no esporte, para aqueles que não conseguem segurar a bola, aqui, são os usuários que não conseguem segurar as moedas e se livram dela rapidamente durante uma queda.

Isso demonstra uma falta de conhecimento e confiança na tecnologia.

Lunático

Caso você conheça alguém que adora teorias da conspiração, esse é um “lunático”. No caso, é a pessoa que defende loucamente que o valor das criptomoedas vai atingir valores gigantescos. E este tipo de pessoa sempre se destaca em momentos de alta da moeda. Mas fica quieta nos períodos de baixa.

Em inglês, o termo usado é “moon kid” (“garoto lua” em tradução livre). O significado original está ligado a teoria, já que os conspiradores acreditam que os valores chegarão na lua.

 

FONTES

Fonte1

Fonte2

Fonte3

 

Comentários