Empresa aérea decide usar Blockchain para monitorar combustível de aviões

Vivemos em uma época que a corrida tecnológica dá saltos cada vez maiores todos os dias, a maior dificuldade no entanto é encontrar uso para essa tecnologia. Uma companhia aérea russa decidiu buscar novas aplicações e usar o Blockchain para monitorar o uso de combustível de suas aeronaves.

Usar Blockchain para monitorar compras reduz a burocracia

Na última semana a empresa S7, uma das maiores do setor aéreo russo, passou a implementar o uso de blockchain para monitorar a compra de combustível. Assim eles introduziram ao seu sistema, uma aplicação que rastreia os dados e toda a documentação necessária para dar sequência à transição de forma transparente e “comunitária”.

Em um comunicado emitido pela S7, a companhia afirmou ter feito testes em voos domésticos na Rússia envolvendo a empresa de combustível, Gazpromneft-Aero, e o Alfa-Bank, o maior banco privado do país.

Segundo a S7, a aplicação serve para gerar dados sobre o consumo do avião, catalogando variáveis como a última vez que o tanque foi cheio e comparando com o tempo de voo e o consumo médio da aeronave. Essas informações são então compartilhadas através de blockchain com a empresa de combustível e com o banco, que tem acesso total ao documento.

Assim, o pagamento pelo combustível pode ser realizado na rede, através de faturas digitais e de forma completamente transparente para que facilite a transferência de recursos entre as três empresas envolvidas.

O objetivo inicial era cortar algumas etapas manuais desse processo e os testes com Blockchain mostraram que a aplicação desenvolvida para esse fim fez isso com excelência, além de diminuir consideravelmente o tempo necessário para que a tarefa fosse cumprida.

Pavel Voronin, o sub-diretor de tecnologia da informação da S7 afirmou que uma transação que consumia muito tempo devido à suas diversas etapas preenchidas manualmente, agora levam no máximo 60 segundos, gerando uma economia de energia e um corte de gastos com um sistema burocrático demorado e ineficiente.

Esses são os últimos esforços da companhia para que o blockchain faça parte da estrutura da empresa.

Em Julho de 2017 a S7 já havia começado a emitir boletos de seus passageiros a partir do blockchain da Ethereum em parceria com o Alfa-Bank.

Fontes:
Cripto 247
CCN
CoinTelegraph

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.
Igor Seco

Igor Seco Autor

Comentários