Criptomoedas são viciantes, e agora dependentes podem buscar tratamento na Escócia

Com a possibilidade de um retorno triunfal das criptomoedas, aqueles investidores obcecados começaram a reaparecer em todos os cantos. Porém, tratar com obsessão um ativo digital como o bitcoin não é algo muito saudável, algo que a Escócia já aprendeu.

Criptomoedas são viciantes e trazem problemas para usuários que não se controlam

O comportamento auto-destrutivo em usuários de criptomoedas passou a ser considerado proeminência de um novo tipo de vício, o que acendeu um alerta nas instituições da Escócia e foi responsável pela implementação de um grupo de acompanhamento para pessoas que estão sofrendo nessa situação.

Então, se você tiver algum amigo que está nesse momento do seu lado, falando de bitcoins sem parar e utilizando quarenta abas do navegador pra acompanhar a flutuação dos preços do mercado, você pode mandar ele para o Castle Craig. Um instituto que realiza diversas pesquisas e tratamentos para viciados em sexo, drogas, alcool, jogos e agora, criptomoedas.

De acordo com um documentário lançado pela Motherboard, o programa de reabilitação de viciados em criptomoedas e bitcoin já está funcionando há cerca de um ano.

Tony Marini, um dos terapeutas do Castle Craig afirma que o local é um dos primeiros no mundo a reconhecer a natureza viciante de criptomoedas e que é necessário um acompanhamento digno para que o consumidor retome a capacidade de se submeter à escolhas, sem deixar que o bitcoin ou o que quer que seja, destrua sua vida.

No vídeo abaixo você poderá acompanhar o mini-documentário que conta a história de Mark, um homem não identificado que se pronuncia sobre seu problema e o enfrentamento do vício em criptomoedas.

Fica mais fácil se você entender algo em inglês, porém Mark afirma que através de suas andanças pela deepweb, ele acabou reunindo uma fortuna de milhões de dólares australianos reunidos em suas atividades criptoeconômicas.

Uma recompensa que veio com poucas horas de sono por dia e uma fixação pelos números deste mercado que o tiraram do seu meio famíliar e social, tornando sua vida miserável enquanto movimentava milhões pelas exchanges.

Fonte:
Motherboard

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Leia Também