Criptomoeda do Telegram se torna “ameaça nacional” para o governo do Irã

Hoje o Irã é um dos países que faz parte do grupo que sofre com sansões impostas pelos Estados Unidos e talvez o único que não vê nas criptomoedas uma forma de escapar dos problemas. Recentemente até a criptomoeda do telegram se tornou inimiga do estado.

Javad Javidnia, Secretário da Força Tarefa de Combate a Conteúdo Criminoso do Irã, afirmou que qualquer cooperação com o aplicativo de mensagens de texto nativo da Telegram, o Gram, seria vista como uma ação contra a segurança nacional do país.

Criptomoeda do Telegram se torna inimiga nacional

Numa tentativa de proteger a economia interna do país e não colocar em risco a soberania da moeda nacional, o governo do Irã anunciou aos seus cidadãos que qualquer um que fizer movimentações usando o Gram poderá ser indiciado por crime contra a pátria.

Em 2018 o próprio aplicativos de mensagem havia sido banido por representar uma força disruptiva que havia crescido com bases políticas russas e que colocava, mais uma vez em risco, a soberania do Irã.

Fazendo referência à série de protestos que ocorreram no país no início de 2018, Javidnia emitiu uma nota onde explica o motivo da proibição do aplicativo de mensagens:

“Um dos fatores mais importantes na proibição do Telegram foi um sentimento de séria ameaça econômica por causa de suas atividades, que infelizmente foram marginalizadas e negligenciadas devido à agitação na atmosfera política do país”.

Com isso, o aplicativo que uma vez se tornou mais famoso que o próprio whatsapp, agora se vê marginalizado no país e proibido de exercer funções executivas e financeiras em seu território.

No entanto, economistas ainda vêem as criptomoedas como uma peça importante para escapar de sansões americanas que estão asfixiando a economia do país. Apesar de caminhar lentamente, agora o governo está planejando criar sua própria criptomoeda, como já fez Maduro na Venezuela.

Fonte:
BC Focus
CCN

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Igor Seco Autor

Comentários