Coréia do Norte está usando bitcoin para escapar de sanções dos Estados Unidos

Embora o Kim Jong-un esteja se comportando de maneira amigável recentemente, a Coréia do Norte ainda enfrenta duras sanções impostas pelos Estados Unidos. Enquanto o presidente Trump não retira boa parte delas, o líder coreano e sua equipe de economistas estão usando bitcoin e outras criptomoedas para escapar da punição.

Recentemente nós temos observado uma movimentação política histórica aproximando a Coréia do Norte de países que, até então, eram considerados seus maiores inimigos. Mas especialistas americanos estão afirmando que o país, um dos mais fechados do mundo, não está sendo totalmente transparente nessa reaproximação.

Segundo a informação enviada à imprensa por Lourdes Miranda, uma especialista em crimes financeiros com foco em coleta de dados de inteligência e Ross Delston, perito no combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento de grupos terroristas, os norte-coreanos estão usando bitcoin para diminuir o prejuízo causado pelas sanções dos Estados Unidos.

No início deste ano foi relatado por uma ex-autoridade da NSA, que a Coréia do Norte estaria trabalhando em formas de lavar dinheiro usando bitcoin para movimentar um montante que poderia chegar aos 200 milhões de dólares. Esse valor seria alcançado através de mineração e venda de outras criptomoedas.

Adicionando à esse relatório, Miranda e Delston, afirmam que por meio de ciclos econômicos é possível que a Coréia do Norte utilize até uma criptomoeda própria para camuflar sua movimentação e realizar transferências entre múltiplos trocadores internacionais, à fim de explorar instituições que mantenham negócios com os Estados Unidos.

Conforme registrado em relatório dos especialistas e enviado para a Asia Times:
“Ter sua própria moeda criptografada também facilitaria sua capacidade de abrir contas on-line sob o disfarce de uma nação não-adversária usando comunicação anônima para ocultar os locais e o uso do usuário na Internet”

Outros países podem estar usando bitcoin para fugir de sanções americanas

Também é possível que a Coréia do Norte não tenha sido a única a adotar esse tipo de estratégia recentemente. O grupo de rivais econômicos dos EUA é composto por Rússia, Irã e a Venezuela, além da Coréia do norte. Todos os quatro países já iniciaram trabalhos internos idealizando suas próprias criptomoedas ou usando bitcoin com o objetivo de aliviar a pressão econômica sofrida pelos americanos.

Fonte: CCN

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.
Igor Seco

Igor Seco Autor

Comentários