Saiba como começar seu portfólio criptográfico

Com o crescimento do mercado da criptografia, muitos investidores querem iniciar e gerenciar um portfólio criptográfico de Blockchain. E se você está iniciando o investimento em ativos pela primeira vez, preste atenção neste guia.

Mas, saiba que a estratégia em si não é padrão. Por isso, estude bem o mercado e tome suas próprias decisões.

A dúvida inicial está sempre relacionada a quantia de investimento. No caso, essa sua alocação deve ser analisada no contexto de como ela se encaixa no portfólio. Por exemplo, caso você esteja prestes a se aposentar, é bom ter uma alocação pequena, por volta de 0,1% ou 0,5%, para ser mais seguro.

Se for jovem, ainda há tempo para sofrer quedas significativas, por isso dá para arriscar mais. Ente 1% e 5% é mais apropriado para alocação.

Entretanto, é importante seguir uma regra fundamental no mercado. Não invista mais do que você pode perder. Esteja preparado para instabilidades. Caso você não tenha certeza de quanto alocar, deixe 1%  reservado na sua carteira.

Em que devo investir?

Antes mais nada, crie seus objetivos e metas. E também estabeleça seus princípios, para apenas não seguir o hype da tecnologia.

No caso, é importante ter conhecimento, para saber onde e em que você está investindo. Afinal, quanto mais você entende onde está se envolvendo, melhor. Com isso, saiba que você não é e não será mais esperto que o mercado, ainda mais se estiver começando agora.

Saiba que você está investindo em criptomoedas porque elas são valiosas para um portfólio criptográfico. A partir desses conceitos, já é possível estabelecer o seu.

Você pode dividir seus investimentos em porcentagens. Então, por exemplo, pode colocar 20% em dinheiro – assim, você proporciona uma estabilidade e permite um aproveitamento sistemático das quedas. 30% em Bitcoin e os outros 50% em Altcoins.

Para executar, existem dois tipos.

  • Ordens de mercado – quem compra ou vende pelo melhor preço disponível
  • Ordens de limite – preços são estabelecidos e fechados
Balanceando seu portfólio criptográfico

Depois de iniciar seu portfólio, o que fazer agora? Com o tempo, você vai reequilibrar a carteira para ela retornar à alocação de meta. Isso é feito para reduzir o risco e, assim, comprar barato e vender caro.

Sabemos o quão voláteis são as criptomoedas e os ativos do Blockchain. E quando um ativo passa por uma liquidação, ele estará abaixo da nossa alocação. Consequentemente, quando estiver em alta, o preço estará acima da alocação.

Vamos pensar que o Ether valorizou e não é mais 60% do seu portfólio. Nesse, caso, é recomendável vende-lo pelos outros dois, para voltar a sua meta inicial de 20/30/50. Caso o Ether desvalorize para 40%, a compra seria com dinheiro e Bitcoin para o equilíbrio.

Por isso é preciso uma alocação maior de dinheiro. E é bom manter, de vez em quando, essa alocação inicial, para assim, manter-se comprando barato e vendendo caro.

Ter uma carteira diversificada é bom porque você recebe o retorno ajustado em comparação ao risco. Nisso, você pode obter um retorno máximo mais alto se arriscar e concentrar tudo nas criptomoedas. Agora, ter um portfólio diversificado define os melhores retornos. 

FONTE

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Comentários