Conheça celebridades envolvidas com criptomoedas

O universo das criptomoedas não cresce só no mundo financeiro. Mas também cresce cada vez mais entre as celebridades. E depois do rapper Akon sobre a criação de sua própria criptomoeda, decidimos formar uma lista com celebridades que apostam nessa tecnologia.

Ashton Kutcher 

Talvez a celebridade mais forte no meio, o ator de séries como “Two and the Half Men” (2003-) e filmes como “Jobs” (2013), passou a estar envolvido com investimentos. Além de aparecer algumas vezes no programa de televisão “Shark Tank” (2009-), também é sócio e co-fundador da empresa A-Grade Investments, conhecida por investir no sistema da BitPay.

Não só isso, em maio, o astro também doou mais de US$4 milhões em criptomoeda Ripple para uma instituição defensora dos animais. O ato aconteceu durante sua entrevista no programa apresentado pela comediante Ellen DeGeneres.

O ator também é investidor de Bitcoin e em entrevistas sempre procura explicar sobre as facilitações que a tecnologia pode trazer em transações nacionais e internacionais.

Mel B

A ex-Spice Girl Melanie Brown se tornou uma das primeiras artistas a aceitar oficialmente pagamentos em Bitcoin. Para tornar realidade, a artista fez uma parceria com a empresa Cloud Hashing.

Em entrevistas, também mostrou apoio à evolução da tecnologia. E sempre se mostrou empolgada com ela sendo usada por seus fãs.

Gwyneth Paltrow

A atriz vencedora do Oscar em 1998 também se tornou uma celebridade com presença significativa no meio dos negócios. Durante o reality show Planet Of The Apps, em 2017, ela foi escolhida pelo CEO da startup Abra, Bill Barhydt, para se tornar uma importante consultora da empresa.

A Abra, no caso, consegue realizar transações de qualquer lugar do mundo e através de qualquer moeda. A ferramenta também serve como uma carteira digital e vem ganhando força.

Gêmeos Winklevoss

Muito marcados pela polêmica envolvendo a criação do Facebook, os americanos Tyler e Cameron fundaram a corretora de criptomoedas Gemini. Localizada em Nova York, a empresa atua dentro da regulamentação americana. E já chegaram a investir altos valores em Bitcoin.

Em 2013, o The Washington Post divulgou que foram mais de US$11 milhões na criptomoeda. E que, neste mês se transformaram em US$32 milhões.

50 Cent e outras celebridades

Depois de chocar o mundo da música após anunciar falência, em 2015, o rapper voltou às capas dos jornais em janeiro deste ano graças às criptomoedas. Há quatro anos, ele havia vendido seu álbum “Animal Ambition” por Bitcoin e arrecadou, de acordo com a TMZ, por volta de 700 criptomoedas.

Ao descobrir sobre o investimento, ele viu que, em 2018, elas valiam mais de US$7 milhões, o equivalente a R$24 milhões. Na época do investimento, a mesma quantidade valia US$400 mil.

Por mais que o envolvimento do rapper tenha sido na “sorte”, o cenário do rap esteve com um pé no mundo das criptomoedas. A empresa Robinhood recebeu investimentos de músicos como Nas e Snoop Dogg. Aliás, Dogg também ficou marcado por anunciar futuros envolvimentos com a tecnologia.

Em janeiro, a empresa chegou a anunciar uma expansão dos serviços para negócios gratuitos. Tanto em Bitcoin quanto em Ether.

Outro que se envolveu com criptomoedas foi Jay-Z. Dono da empresa Roc Nation, focada em gerenciamentos no meio do entretenimento, ele anunciou a criação da Arrive Venture Capital. Sendo uma subsidiária da Roc, concentrou-se em investir em startups, incluindo a Robinhood.

A Insite Applications e a Devialet, ligadas a música, também fazem parte da lista da Arrive.

E por mais que 50 Cent tenha ficado marcado pela sua relação com a Bitcoin, ele não foi o primeiro. Durante a On The Run Tour (2014), para o show realizado em Chicago, o estádio Soldier Field se associou ao jornal Chicago Sun Times para vender os ingressos em Bitcoin.

FONTES

Fonte1

Fonte2

Fonte3

Fonte4

Comentários