O Blockchain pode se tornar um vilão de quadrinhos?

Será que o blockchain pode se voltar contra a humanidade? Essa tecnologia tão promissora pode surtar e destruir o nosso planeta como as máquinas das histórias em quadrinhos?

Bom, sozinho nós sabemos que é impossível (talvez). O Blockchain na verdade se comporta apenas como um banco de dados, o que o diferencia é a forma como ele se organiza e publica informações descentralizadas, fazendo elas se tornarem invioláveis.

Porém, aliado a outras tecnologias modernas, o potencial do blockchain pode se expandir de maneira épica. E é isso que realmente preocupa alguns desenvolvedores.

Como blockchain pode evitar pragas em alimentos

Mecanismos como os de inteligência artificial são capazes de aprender com as informações das quais tem acesso. Então existe um receio de que cenas como as do filme dos Vingadores 2 – A Era de Ultron, ou do Exterminador do Futuro possam estar cada vez mais perto de acontecer, caso uma dessas inteligências “aprenda demais”.

O Blockchain, que já é considerado uma das ferramentas mais inovadoras da década, com a tecnologia já existente, tudo o que o impede de hospedar praticamente todas as informações da internet é uma mera questão de capacidade de processamento.

Portanto, uma Inteligência Artificial jovem, ingênua e capaz de realizar varreduras inteiras na rede em apenas alguns segundos, ao ter acesso à uma “biblioteca”, desse tipo, poderia surtar e se voltar contra a humanidade, certo?

Errado.
Pelo menos se tratando das teorias que encontramos em quadrinhos e filmes.

Blockchain: Herói ou Vilão?

Em histórias de ficção onde as máquinas perdem o controle e se voltam contra seus criadores, o blockchain provavelmente funcionaria como um novo heroi.

Uma inteligência artificial solta na internet, como um todo, não tem base suficiente para seguir um caminho com uma logica precisa. Um simples acesso ao wikipédia poderia fazer ela “enlouquecer”.

Isso se dá pois, mesmo com muito esforço de empresas como o Google, a internet não é organizada, é apenas um acumulado enorme de dados amontoados que pode levar o usuário à qualquer lugar.

Quantas vezes você começou a ler um artigo político e terminou assistindo vídeos de bichinhos no youtube?

Esse problema de “não existir um caminho certo”, não acontece com o blockchain, pois a lógica da tecnologia não permite a bagunça generalizada. Se toda a internet estivesse hoje em um blockchain, nós poderíamos facilmente identificar o início, o meio e o fim da internet.

Como funciona o blockchain?

O princípio de que o blockchain não trabalha na aleatoriedade já seria motivo suficiente para a gente acreditar em um mundo onde a inteligência artificial funcionaria perfeitamente, sem o risco iminente de uma catástrofe global.

No fim, a capacidade de ser heroi ou vilão continua na mão do ser humano. Enquanto isso, a maior preocupação que se deve ter é sobre como poderá ser a vida ao lado de seres indestrutíveis de metal, que são mais organizados, pensam mais rápido do que você e só precisam de uma tomada.

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.
Igor Seco

Igor Seco Autor

Comentários