Blockchain trará mais transparência ao setor imobiliário!

A digitalização de títulos de propriedade, registro de transações, serviços de listagem múltipla e propriedade fracionada de ativos em residências devem fazer da tecnologia blockchain perfeita para o setor imobiliário.

Um relatório da Colliers Research afirma que a inovação tecnológica poderá legitimar o registro de transações imobiliárias imposto pelo governo e, ainda, melhorar o nível geral de transparência do sistema.

Outros serviços, como contratação inteligente, serviços notariais e devida diligência devem seguir a longo prazo, diz o relatório intitulado “Interrupção Construtiva ou Ruptura Destrutiva: Impacto da Blockchain no Indian Real Estate“.

No entanto, para que o sistema seja bem-sucedido, é preciso a adoção em massa pelos usuários. Também requer que novas leis sejam adaptadas para garantir a execução adequada.

É necessário um regulamento como a digitalização obrigatória de ativos imobiliários com um prazo estrito, tal como a ligação do cartão Aadhar com todos os serviços e transações financeiras. Além disso, uma identificação única como o cartão Aadhar para propriedades pode ir junto com o blockchain.

Na Índia, o uso da tecnologia que rege as criptomoedas ainda está em um estágio inicial de desenvolvimento, mas alguns progressos foram feitos recentemente no setor imobiliário, que depende principalmente de registros manuais e, portanto, a transparência é relativamente baixa.

A tecnologia Blockchain torna praticamente impossível alterar ou reverter qualquer informação, uma vez que é adicionada ao sistema de dados em cadeia. Portanto, sua implementação seria útil não só no âmbito das criptomeodas, mas em diversos outros.

Surabhi Arora, diretor associado sênior de Pesquisa da Colliers International India, destacou no documento o seguinte:

“No momento, o destino da tecnologia blockchain depende da aceitação mais ampla por firmas imobiliárias e autoridades governamentais favoráveis ​​à inovação e prontas para o futuro. O impacto dela só pode ser plenamente alcançado quando as indústrias aliadas o adotam inteiramente em suas operações do dia-a-dia. Sugerimos que as partes interessadas do setor estejam prontas para adotar e aplicar ferramentas de blockchain em seus processos. Como a tecnologia em mãos não é uma solução de baixo custo ou uma alteração fácil nas formas existentes, a adoção do sistema terá tempo para se realizar plenamente no mundo real em tempo real”

Seis áreas onde a tecnologia blockchain será útil dentro deste setor:

Digitalização do título de terra

A digitalização do título da terra só pode ser feita por meio de uma abordagem de adoção fragmentada. Blockchain poderia ser introduzido para as terras pertencentes ao governo e várias autoridades, como ferrovias, defesa e portos na primeira fase. Posteriormente, poderia ser implementado em terras hipotecadas e terras privadas. Como os registros de terras protegidos por blockchain devem ser menos arriscados, eles podem ter um prêmio ao longo do tempo e, portanto, podem gerar maior interesse dos investidores.

Serviços de propriedade fracionária

Nas áreas tradicionais das grandes cidades do Distrito Central de Negócios (CBD), a maioria dos edifícios é vendida com base em estratos e tem vários pequenos proprietários. No entanto, como não há dados centrais ou autoridade para controlar a propriedade, a manutenção desses edifícios está se tornando cada vez mais difícil. De acordo com a Colliers Research, empresas como a PropertyShare e a RealX são plataformas habilitadas para e-commerce que oferecem propriedade fracionada de uma maneira muito mais transparente e afirmam ser baseadas no sistema de tecnologia blockchain. Internacionalmente, há versões mais evoluídas dos serviços de propriedade fracionária fornecidos por empresas como a Atlant, que facilitam a tokenização, listagem e negociação dos ativos em sua plataforma.

Serviços de Listagem Múltipla (MLS)

Nos últimos anos, vários sites oferecem facilidades de listagem que capturam detalhes essenciais sobre a propriedade, informações do agente e detalhes de contato dos proprietários. Os dados nos sites de listagem geralmente não são atualizados, descentralizados e não acessíveis, o que dilui a utilidade do serviço ao tomar uma decisão de compra bem informada. De acordo com a Colliers International, a introdução do blockchain no setor imobiliário retificará a emissão de entradas de dados não verificadas. Ele oferece uma solução na forma de serviços de banco de dados compartilhados, aprimorando tremendamente a precisão dos serviços de listagem.

Identidades inteligentes e banco de dados universal

As identidades inteligentes alimentadas pela tecnologia blockchain confiam a cada usuário um código digital universal, que, por sua vez, é armazenado em um banco de dados universal. Esse banco de dados universal contém detalhes de todas as partes interessadas envolvidas, incluindo o histórico do título de propriedade, o histórico de entrega de ativos dos desenvolvedores e até mesmo o histórico de crédito dos clientes. Como fornece aos clientes todos os dados necessários em um único local, isso garante uma transação confiável.

Diligência devida

Uma vez que o banco de dados universal esteja em vigor, a due diligence pode ser facilitada usando a mesma plataforma. Por exemplo, os serviços notariais podem ser facilitados usando assinaturas digitais verificadas, a prova da existência pode ser processada pela simbolização dos ativos no banco de dados blockchain, e a verificação financeira pode ser feita por meio de transações peer to peer que garantam total transparência.

Contratos inteligentes

Se os contratos inteligentes forem utilizados no setor imobiliário, os contratos executados durante uma transação serão automaticamente garantidos pela eficiência do mecanismo blockchain sem qualquer intervenção humana. As mesmas verificações serão realizadas para verificar a legitimidade da transação. Nenhum contrato pode ser concluído, se os termos pré-determinados não corresponderem. Esses acordos inteligentes são executados automaticamente quando os requisitos predefinidos são atendidos. Os termos do contrato inteligente são transparentes para todos e reduzem as chances de futuros litígios.

FONTE

Beatriz Flor

Beatriz Flor Autor

Comentários