Bancos da Índia usarão blockchain para administrar empréstimos a microempreendedores

Recentemente os bancos na Índia entraram em um acordo para colaborar em uma nova plataforma blockchain para remover obstáculos de financiamento para microempreendedores, pequenas e médias empresas (MPMEs), informou o Economic Times no dia 28 de janeiro.

Ao todo onze bancos, incluindo o segundo maior banco de crédito Kotak Mahindra Bank, o Banco do Estado da Índia e o Banco ICICI, já se reuniram para discutir formas de implementação de uma plataforma blockchain que visa tornar mais fácil para empresas com menor fluxo de caixa e negócios limitados levantarem fundos de forma acessível e transparente.

O movimento vem ganhando força no país e foi apelidado de “Blockchain Infrastructure Company.”

O relacionamento entre bancos e a criptografia na Índia

O Vice-presidente do Banco Central da Índia, Viral Acharya, disse em conferência na última semana que os valores disponibilizados para crédito são baixos para o setor, onde a verba definida para empréstimo varia entre 10 lakh rupias (aproximadamente 14 mil dólares), e 1 milhão de rúpias (equivalente à 140 mil dólares).

A estratégia mostra que a Índia vem buscando soluções reais para o blockchain no país, algo que vem fazendo há alguns anos, embora a legislação sobre criptomoedas corra justamente pelo caminho inverso.

Em meados de Junho de 2018, o governo indiano anunciou seus planos para lançar um projeto baseado em blockchain chamado IndiaChain, que, aparentemente permitiria que entidades do setor privado e até mesmo estatais pudessem construir suas próprias ferramentas baseadas na nova tecnologia, como aplicativos de pagamento, mantendo um certo “monopólio”, das informações e armazenando grandes quantidades de dados de terceiros.

No entanto, poucas informações foram divulgadas, enquanto o governo trabalhava continuamente para limitar o poder das criptomoedas no país, causando vários atrasos consecutivamente nos planos de uma economia mais liberal em relação às criptomoedas.

Em meio aos problemas enfrentados por investidores no país, alguns bancos passaram a banir contas e impedir que usuários fizessem transações financeiras relacionadas à bitcoins e outras criptomoedas utilizando suas contas, mas as denuncias não tem surtido efeito.

Fonte:
CoinTelegraph

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Leia Também