Autoridades brasileiras se unem para discutir regulamentação de blockchain e novas tecnologias

Nos últimos dias as principais autoridades governamentais e financeiras do Brasil se uniram para pensar e desenvolver uma regulamentação que supra a necessidade de gerir as novas tecnologias, como o blockchain e criptomoedas.

Órgãos se unem para debater regulação de novas tecnologias no Brasil

Esta iniciativa regulatória conta com a participação do Banco Central do Brasil, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) e a Secretaria Especial de Finanças do Ministério da Economia.

O único objetivo será o de se adaptar e entender a transformação digital e como ela afeta o setor financeiro, capital e de seguros no país.

Revelado em nota pela CVM, o novo projeto de regulamentação entende que as novas tecnologias, como blockchain, robótica e inteligência artificial, são um passo importante para o surgimento de novos modelos de negócios que, a longo prazo criam produtos e serviços com qualidade superior.

As entidades envolvidas no processo afirmaram seu desejo de manter a singularidade de seus setores, fazendo valer individualmente as regras para cada caso aplicado, à fim de manter a conformidade de acordo com as diretrizes já estabelecidas de cada pasta.

A iniciativa por enquanto visa apenas que os reguladores participantes possam atuar em conjunto no que diz respeito às atividades relacionadas a tecnologia, que atualmente passam por mais de um mercado regulado.

Em um segundo momento o Grupo de Ação Financeira também deve realizar uma nota com sugestões para que as juridições participantes possam supervisionar o setor de ativos digitais e criptomoedas, que cresce no Brasil de uma forma exponencial.

Fonte:
Cointelegraph

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Leia Também