A japonesa Line lança exchange com criptomoedas

Line, empresa de mensagens de Tóquio, está se preparando para lançar sua própria exchange com criptomoedas – mas o serviço centralizado de troca de moedas digitais não estará imediatamente disponível para todos os usuários.

Em um anúncio em seu site, a empresa disse que seu novo empreendimento, chamado BITBOX, deve decolar em julho. Infelizmente, o serviço não estará disponível para usuários nos EUA e no Japão, que é onde o mensageiro foi inicialmente fundado. Mas isso não surpreende à luz das recentes repressões regulatórias no país.

De fato, o principal escritório de câmbio Binance também optou por transferir suas operações para fora do Japão não muito tempo atrás (embora inicialmente negasse que uma mudança pudesse ser necessária).

A BITBOX oferecerá pelo menos 30 criptomoedas diferentes e suportará 15 idiomas. Ironicamente, o japonês não será um desses idiomas.

“A Line se esforça para criar e fornecer serviços financeiros inovadores exclusivos da LINE, a fim de reduzir a distância entre pessoas e dinheiro”, escreveu a empresa. “O BITBOX só permite a troca de criptomoedas e não aceita troca entre moeda fiduciária e criptomoedas”.

Infelizmente, o anúncio parou antes de divulgar quais moedas estarão disponíveis, mas mencionou que o Bitcoin (BTC), o Ethereum (ETH), o Bitcoin Cash (BCH) e o Litecoin (LTC) estarão na lista – não que estes devem ser uma surpresa para qualquer um.

Os relatórios que a Line está trabalhando em uma central de intercâmbio dedicada surgiram pela primeira vez em janeiro, quando a empresa revelou que havia registrado um pedido de licença junto à Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA).

Será interessante ver como a empresa lança o novo serviço para seus 700 milhões de usuários em todo o mundo. Também permanece a ser visto como a empresa planeja integrar a mesa de câmbio com seu serviço de pagamento móvel Line Pay, que já está disponível dentro do aplicativo e possui mais de 40 milhões de usuários registrados.

FONTE

Lucas

Lucas Autor

Estudante de Letras (Português - Alemão) da Universidade de São Paulo. Diz que entende de cinema e espera escrever um livro, mas só espera mesmo.

Comentários