2018, o ano em que o Bitcoin “morreu” mais de 90 vezes

Ao final de 2017 nós assistimos as criptomoedas em uma ascensão incrível. Mas agora o cenário é completamente diferente, será que o bitcoin morreu mesmo em 2018?

Sim. Pelo menos umas 90 vezes.

De acordo com o “Obituário do Bitcoin”, publicado pelo 99bitcoins, esse é o número aproximado de vezes em que alguém foi até a mídia dizer que o bitcoin morreu.

Apesar de haver um movimento de resistência contra a adesão de criptomoedas pelo mercado financeiro, o número de críticos baixou consideravelmente em relação à 2017, quando mais de 120 “mortes” foram registradas na imprensa.

Mas o que isso quer dizer que o bitcoin morreu de verdade?

Não.

É verdade que os bitcoins existem desde 2008, mas o mercado ainda é bastante novo, portanto é necessário um período de estabilização e retorno de confiança. As brigas recorrentes na comunidade internacional de criptomoedas que resultaram no Hard Fork do bitcoin cash, também tem sua parcela de culpa para o enfraquecimento dos ativos.

Porém quando todo esse “pessimismo” é cruzado com dados de pesquisa do Google, nós podemos observar um cenário ainda muito promissor em relação à todo esse ecossistema.

Em uma matéria publicada pela CCN, os registros feitos no google durante o ano de 2018 revelaram que o termo “o que é bitcoin”, foi mais pesquisado pelas pessoas do que as notícias envolvendo Donald Trump e a influência da Rússia nas eleições Norte-Americanas.

De um ano para o outro diversos portais importantes passaram a noticiar todos os dias as flutuações do mercado, debater o valor dos ativos e trazer especialistas para explicar ao público como o universo criptoeconômico funciona.

A verdade é que mesmo com tantas pessoas querendo enterrar o bitcoin, ele nunca será extinto do mercado. Segundo os desenvolvedores do Bitcoin Core, o seu futuro está sendo moldado para cuidar da escalabilidade e aperfeiçoar implementações que já estão disponíveis, como o SegWit, a Lightning Network (LN), Sidechains e o Simplicity.

Eles acreditam que as atualizações deverão manter o bitcoin por muito tempo entre as criptomoedas mais procuradas pelos investidores.

Receba novidades sobre Blockchain no Seu Email
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

Leia Também